Organizando a mochila para trilhar!

Quem nunca saiu de casa com a sensação de que Homerestava esquecendo alguma coisa? E não é  ainda pior quando ela se confirma? E se ela se confirma quando você está no meio de uma trilha, perto dos sons e cheiros da natureza, mas longe de toda a civilização?  Aí o jeito mesmo é tentar dar aquele jeitinho, mas não é fácil, pois dependemos de pequenos detalhes que podem nos ajudar muito em meio à floresta.

       Estes momentos de desespero podem ser evitados se fizermos sempre um check-list de tudo que precisamos levar (é bacana manter uma planilha simples no computador que você possa verificar sempre antes de partir para a próxima aventura).

 Estamos aqui para te dar uma pequena luz sobre itens indispensáveis:

 Escolhendo a mochila ideal.

       Cada viagem que fizer vai ter um modelo de mochila diferente para ser sua “guarda costas”; não subestime este item imprescindível, pois ele vai determinar o quão cansado você vai ficar, a distribuição de peso, e evita carregar coisas nas mãos, facilitando muito sua vida para manter passadas mais regulares e precisas. A sua mochila, fiel companheira, além de não te fazer desequilibrar pelo peso, deve estar ergonomicamente presa ao seu corpo.

      Mochilas variam entre 25 e 90 litros e a escolha será feita de acordo com dois fatores essenciais: a quantidade de dias de viagem e as condições climáticas. É inevitável que, se for em uma caminhada longa, na qual precisará de barraca, mais comida e levar roupas mais pesadas devido ao inverno, terá que levar uma super mochila para te auxiliar, entre 65 e 90 litros, mas para um dia somente, uma entre 25 e 40 litros vai resolver o problema.

      Dica: Procure marcas reconhecidas no mercado, pois durabilidade e conforto nas costas são essenciais.

 Recheando a mochila

       Neste tópico, sempre siga as orientações do grupo de viagens que está seguindo. Lembramos que não é recomendado praticar trekking ou hiking sozinho em hipótese alguma; existem perigos que se estiver sozinho podem ser potencializados, como uma lesão por queda simples ou o encontro com algum animal peçonhento, réptil ou mamíferos, como lobos e jaguatiricas, dependendo da região em que está se aventurando.

No mais, lembre sempre dos seguintes materiais:

 1- Comida, o essencial:

 – Prefira frutas. Mas não exagere: para um dia, duas ou três frutas são suficientes. Não esqueça de lavá-las antes de colocar em um recipiente na mochila, secar também é importante, pois em dia de calor, as frutas molhadas em ambiente superior a 30º aceleram o amadurecimento, quase como um pré cozimento; leve sempre bananas no cacho, pois retirar do cacho antes permite a proliferação de fungos;

 – Sanduíches. Com carnes leves, de preferência sem maionese e folhas ou ingredientes muito perecíveis;

 – Barras de cereais;

 – Isotônico;

 – Entre 1l e 2l de água (verifique se é possível encher no caminho com seu instrutor, assim leva menos quantidade).

garrafas térmicas copy

– Use garrafas térmicas que mantém por mais tempo o frescor da água.

– Se estiver muito calor, deixe sua garrafa ou cantil no congelador até a hora de sair para manter o frescor por mais tempo.

– Cuidado! Por mais tentador que pareça, com o corpo muito quente, não tome água extremamente gelada.

 2 – Roupas e acessórios.

Elas dependem do mato que está indo desbravar, mas estes são itens bem úteis em quase todos os casos:

 – Camisetas dry fit. Feitas de um tecido leve e “aerado”, permite a transpiração através da roupa, auxiliando no resfriamento do corpo.

dry fit

 – Chapéus e viseiras. São interessantes para diminuir a temperatura da cabeça.

Óculos escuros para caminhada. São óculos que permitem enxergar os obstáculos com qualidade e protegem do excesso de raios UV.

 – Anorak. Uma jaqueta impermeável e corta vento. (Cai bem quando vai passar a noite ou voltar depois do sol, principalmente em montanhas e serras).

anorak

 – Bastão de Caminhada. Consiste em um bastão que vai te ajudar a se equilibrar ou dividir o peso corretamente. Um item importante para suas costas e joelhos se tratando de subidas íngremes ou travessias longas em terreno muito acidentado.

bastao-de-caminhada

Cuidado para não apoiar o peso todo em cima do aparelho e acabar caindo para frente. Ele é um suporte de estabilização e ficar pondo demais o peso do seu corpo no aparelho vai te dar dores na coluna e vai acabar causando o efeito inverso.

Vai entrar na Cachoeira ou Mergulhar?

Não esqueça da roupa de banho, toalha e chinelos.

Se o local for propício para mergulhar, um snorkel é bem interessante para conhecer tudo lá embaixo.

 3 – Primeiros Socorros.

       Imprevistos acontecem e é sempre bom ter por perto gaze, esparadrapo, uma solução desinfetante, sabão para lavar as mãos e feridas. Tente não usar água de rio para lavar feridas, essa água pode conter micro organismos que podem infeccionar o local. Caso não tenha estes itens, solicite ao seu instrutor.

       Lembre-se sempre de levar seus remédios de uso cotidiano, principalmente se possui alguma cardiopatia ou alguma doença crônica, como bronquite, diabetes etc. E sempre avise seu instrutor antecipadamente nestes casos.

 4 – Protetor Solar.

       Tenho certeza que todos já ouviram o Pedro Bial falando da importância do Filtro Solar, mas é sempre bom reforçar – literalmente: não se esqueça de reaplicá-lo de tempos em tempos. Mesmo em dias nublados, ele é nosso fiel protetor.

 5 – Repelente.

       As picadas não são só incômodas, devemos lembrar que cada trilha pode conter diferentes tipos de insetos, que podem nos transmitir doenças. Como o filtro solar, devemos reaplicá-lo, mais ou menos de 4 em 4 horas. Não se esqueça dos cotovelos e orelhas!

 Organizando tudo

        Agora você já sabe o essencial, mas como acondicioná-los?

        É importante manter os itens mais pesados próximos das costas e igualar o peso. Cuidado com itens pontudos e recipientes que deformam a mochila nas costas: sempre faça um teste com a mochila antes de sair de casa, veja o equilíbrio e o conforto.

         Não se esqueça que ela será sua companheira por muitas horas felizes de integração com a natureza.

       Tenha também a certeza de estar se aventurando com guias cadastrados, que tenham seguro viagem e seguro aventura, pois nenhuma experiência vale mais que sua vida!

Boas trilhas!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: